decrição

Notícias

CLN vai plantar 25 mil mudas na Linha Verde até 2021

Mais de vinte espécimes de mata nativa serão plantadas na APA Litoral Norte

29 de Julho de 2020

A Concessionária Litoral Norte (CLN), uma empresa do grupo Invepar, deu início ao plantio de 25 mil mudas nativas da mata atlântica, ao longo Linha Verde. A ação integra o programa de revitalização desenvolvido pela empresa na Área de Proteção Ambiental do Litoral Norte (APA Litoral Norte). Ao todo, o programa prevê o plantio de 21 espécimes nativas, entre elas mangaba, o cajueiro e o jenipapo.

O trabalho é desenvolvido por profissionais especializados e a expectativa é que seja concluído até o final do ano que vem. Todas as etapas de plantio terão acompanhamento até a autossustentabilidade das árvores, como adubação, coroamento das mudas etc. Além do benefício ambiental, as novas árvores vão contribuir também com a purificação do ar, qualidade da água e melhor estabilização dos taludes e aterros.

Para Adriana de Castro, gestora da APA Litoral Norte/Inema - Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, as ações de plantio o programa estão em sintonia com o objetivo da preservação. “O programa de recomposição ambiental que está sendo desenvolvido pela concessionária Litoral Norte é de extrema importância para que possamos alcançar o equilíbrio entre desenvolvimento e preservação dentro da APA Litoral Norte”, afirmou a gestora.

A revitalização da APA Litoral Norte conta ainda com obras de contenção de encostas, construção e reconstrução do sistema de drenagem, desenvolvimento de revestimento vegetal, recuperação de taludes e construção de um aterro no entorno da BA-099. Ao todo, serão investidos de R$30 milhões

Sobre a CLN

A Concessionária Litoral Norte (CLN), uma empresa Invepar Rodovias, administra a rodovia BA-099, que compreende a Estrada do Coco (a partir do km 7,7) e a Linha Verde, conectando Lauro de Freitas até a divisa dos estados da Bahia e de Sergipe, com extensão total de 217km, entre 183km de rodovias e 35km de vias de acesso. A concessionária presta serviço para o Governo da Bahia e é fiscalizada e regulamentada pela Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia. Atualmente, a empresa gera cerca de 400 empregos diretos e indiretos e já repassou mais de R$ 26 milhões em impostos para os municípios da região.